Presidente da Capes permanece no cargo

12/01/2011 13:14

Embora já tivesse sido homenageado pelos funcionários da Capes com uma festa de despedida e se comprometido em assumir a Secretaria de Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, o presidente da Capes e Acadêmico Jorge Almeida Guimarães aceitou o convite do ministro Fernando Haddad para permanecer no cargo. Em entrevista exclusiva às Notícias da ABC, Guimarães conta que disse dois "sim". "Um para o governador Tarso Genro e outro para o ministro Fernando Haddad. E eles decidiram o que eu deveria fazer."

Na época do "sim" a Tarso Genro, Guimarães chegou a passar um período trabalhando com a equipe de secretários do governador, sentindo-se muito confortável e honrado pelo convite. Naquele momento, ainda não estava definida a continuidade do ministro Haddad no cargo. Mas quando a situação se confirmou, ocorreram vários entendimentos e ficou definido que Guimarães continuaria na presidência da Capes, decisão que agradou muito à comunidade científica. "Acho que foi uma decisão importante, acima da minha própria vontade."
Jorge Guimarães é um cientista. "Na minha opinião, a ciência permeia toda a atividade humana e, consequentemente, permeia toda a atividade de governo. E como na ciência nada está acabado, a nossa atividade no governo também não está. Muitas coisas que não conseguimos fazer, por que não deu tempo, ou que foram atropeladas por uma razão ou por outra , já estão de volta na mesa". E é um homem de ação. No curto período em que esteve com a equipe do governador do Rio Grande do Sul, imediatamente fez "uma listinha" de 31 assuntos que trataria na Secretaria. Agora, com a decisão contrária, já tem uma outra "listinha" de uns 40 itens de coisas a fazer na Capes.

Seu entusiasmo contamina quem o cerca. Convidou toda a sua Diretoria a permanecer nos seus cargos. "A nova fase à frente da Capes será muito mais focada na educação básica, para a formação inicial e continuada de professores. É uma necessidade do país e um desafio enorme que a Capes assumiu em 2008. Porque estão ficando para trás verdadeiros 'Pelés' e 'Garrinchas' da ciência e da educação superior por não terem tido chance na vida."
Há pouco mais de dois anos atuando na educação básica e com muitos planos, a Capes retoma alguns projetos que estão entre as prioridades. "Para isso temos o apoio do ministro Fernando Haddad, jovem, brilhante e muito criativo". Guimarães citou o curso de inglês on line, que a Capes está negociando para disponibilizar aos alunos das escolas públicas. A Enciclopédia Britânica Infantil foi outro projeto que avançou, mas não pôde ser concluído, assim como a criação de um outro portal de periódicos, para jovens e crianças de todo o país. "E também temos convicção de que é possível incorporar a pré-escola, partindo dela e indo até o pós-doutorado - é o que o ministro cunhou de educação sistêmica". 

A ideia de Guimarães é fazer com a educação básica o que foi feito com a pós-graduação, que cresceu exponencialmente nos últimos anos. "Vamos partir do novo Plano Nacional de Educação e desdobrá-lo em ações da Capes para esse próximo período", declarou o presidente. Já na pós-graduação, Guimarães acrescentou que as ações serão ditadas pelas metas estabelecidas no Plano Nacional de Pós-Graduação (PNPG) 2011-2020, "já concluído e aprovado pelo Conselho Superior da  Capes e em fase de editoração final."

Fonte: http://www.capes.gov.br/servicos/sala-de-imprensa/36-noticias/4345-presidente-da-capes-continua-no-cargo

 

—————

Voltar